Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, Vol. 11, No 1 (2010)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Características da carcaça e dos componentes não-carcaça em ovinos alimentados com rações à base de farelo de mamona

Marieta Maria Martins Vieira, Magno José Duarte Cândido, Marco Aurélio Delmondes Bomfim, Liv Soares Severino, Jorge Fernando Fuentes Zapata, Liandro Torres Beserra, Abner José Girão Meneses, Joana Paula Belém Fernandes

Resumo


Objetivou-se avaliar o efeito da substituição do farelo de soja pelo farelo de mamona destoxificado sobre as características da carcaça e dos componentes não-carcaça. Foram utilizados 20 borregos, machos, com peso vivo de 19,3kg e 7 meses de idade, distribuídos aleatoriamente em quatro tratamentos de 0, 50, 75 ou 100% de substituição, com base na matéria seca. O volumoso utilizado foi o feno de capim-elefante. As rações foram fornecidas diariamente em duas refeições e coletaram-se, no dia seguinte, as sobras, mantidas em torno de 15%. O período experimental teve duração de 70 dias, e os animais foram abatidos em seguida. Os ensaios experimentais foram realizados num delineamento inteiramente casualizado com quatro tratamentos e cinco repetições. Não foram observadas diferenças entre os níveis de substituição para peso vivo (PV), peso vivo de abate (PVA), perdas devido ao jejum (PJ), peso da carcaça quente (PCQ), peso da carcaça fria (PCF), perdas por resfriamento (PR), comprimento da carcaça (CC), perímetro da garupa (PG), largura da garupa (LG) e grau de acabamento (GA). A análise de regressão revelou efeito quadrático para rendimento verdadeiro e biológico, além de ter apresentado nível biológico ótimo de 100% de substituição. Na avaliação dos componentes não-carcaça, não foram observadas diferenças para vísceras (VIS), trato gastrintestinal cheio (TGIc), trato gastrintestinal vazio (TGIv), órgãos genitais (ORG), cabeça (CAB) e patas (PAT). Na variável pele (PEL), a análise de regressão revelou efeito quadrático, com nível biológico ótimo de 44% de substituição. O farelo de mamona destoxificado pode substituir em até 100% o farelo de soja.

Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.

Prezado autor,

Nosso periódico migrou para uma nova plataforma de submissão de manuscritos - ScholarOne Manuscripts. Novas submissões deverão ser feitas através do seguinte endereço:

http://mc04.manuscriptcentral.com/rbspa-scielo


Qualquer dúvida, entre em contato conosco.

________________________________________________

Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal - RBSPA
Universidade Federal da Bahia
Av. Ademar de Barros 500, Ondina.
Salvador-BA. CEP: 40.170.110
Telefone: 55 (71) 3283-6725
rbspa@ufba.br
________________________________________________