Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, Vol. 12, No 3 (2011)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Digestibilidade da matéria seca de alimentos volumosos e concentrados determinada por procedimentos "in vitro"

Anna Carolynne Alvim Duque, Fernando César Ferraz Lopes, Rosemeire Aparecida de Carvalho Dornellas, José Alberto Bastos Portugal, Rui da Silva Verneque, Jackson Silva e Oliveira, Alcio Azambuja de Azambuja

Resumo


Objetivou-se neste trabalho comparar valores de digestibilidade in vitro da matéria seca de seis classes de alimentos concentrados e volumosos, determinados pelo método de dois estágios, realizado em tubos individuais ou em equipamento automatizado de fermentação (incubadora in vitro). No segundo estágio da análise foi adicionalmente avaliado o efeito sobre a digestibilidade in vitro da matéria seca da utilização de solução ácida de pepsina ou do refluxo em solução de detergente neutro. Para ambos os estudos utilizou-se delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 6 (procedimentos in vitro x classes de alimentos). Os valores de digestibilidade in vitro da matéria seca determinados pelo método realizado em tubos foram mais próximos dos relatados na literatura e consistentemente inferiores aos obtidos na incubadora in vitro. Os desvios-padrão das médias de digestibilidade in vitro da matéria seca foram, em sua maioria, menores quando determinados pelo método realizado em tubos. O procedimento de refluxo com detergente neutro permitiu economia de tempo e recursos, com resultados semelhantes aos obtidos por meio da incubação em pepsina ácida. A aparente superestimativa dos valores de digestibilidade in vitro da matéria seca condiciona a recomendação do emprego do equipamento automatizado à implementação de novos estudos, com ênfase no material utilizado na confecção dos sacos de incubação.

Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.

Prezado autor,

Nosso periódico migrou para uma nova plataforma de submissão de manuscritos - ScholarOne Manuscripts. Novas submissões deverão ser feitas através do seguinte endereço:

http://mc04.manuscriptcentral.com/rbspa-scielo


Qualquer dúvida, entre em contato conosco.

________________________________________________

Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal - RBSPA
Universidade Federal da Bahia
Av. Ademar de Barros 500, Ondina.
Salvador-BA. CEP: 40.170.110
Telefone: 55 (71) 3283-6725
rbspa@ufba.br
________________________________________________